Intervenção Artística do coletivo Aprecie sem Moderação

O coletivo Aprecie sem Moderação foi criado por Carola Trimano, do Atelier Pássaro de Papel, e tem como objetivo unir diversas linguagens com a finalidade de compartilhar ideias e estabelecer diálogos através de ações itinerantes em espaços variados, centrais e periféricos, nacionais e internacionais, convencionais e não convencionais, pelos quatro cantos do mundo.
O Aprecie Sem Moderação tem como suporte principal de expressão as vias públicas das cidades, por ter sido criado em “conversa de atelier” com Catharina Suleiman, que vem explorando muito essa vertente, e, como coletivo, já realizou intervenções em São Paulo, Amsterdam, Praga e Berlin.

https://www.facebook.com/Aprecie-sem-moderação-enjoy-without-moderation-929589453725890/?fref=ts

Neste video, os integrantes do coletivo Aprecie Sem Moderação realizam uma intervenção artística de lambe-lambe e stencil nas paredes externas da casa do Projeto Alberto Seabra 1128 que promove eventos unindo artes visuais, música e gastronomia. Nesta edição, realizada pelos artistas Cristian S. Lazzaro, Catharina Suleiman, Marai Senkevics e Carola Trimano, os convidados também puderam colaborar com a finalização de uma das obras, através de um pocket workshop de stencil. A técnica do lambe-lambe consiste em aplicação de impressos, em formatos variados, criados a partir de técnicas diversas tais como fotografia, xilografias, e silk-screen, e integra o leque de novas linguagens de arte urbana contemporânea.

 

GRAVURA – SP ESTAMPA 2013 – O HUMANO NO URBANO

O HUMANO NO URBANO É UMA INTERVENCAO GRÁFICA COLETIVA CRIADA PARA PARTICIPAR DO SP ESTAMPA 2013 EVENTO GRÁFICO COORDENADO POR EDUARDO BESEN DA GALERIA GRAVURA BRASILEIRA, EVENTO COM O QUAL GOSTO MUITO DE PARTICIPAR. ESTE ANO INAUGURAMOS EM QUATRO VERSOES, A PRIMEIRA SERÁ NA GALERIA DE ARTE ANDRE  COM UMA MOSTRA PEQUENA DE PINTURAS E GRAVURAS QUE PREPARAMOS COM MARCO STELLATO NUM ENSAIO QUE PRETENDEMOS CONTINUAR, ELE DESENVOLVENDO SUA LINGUAGEM GRÁFICA E EU A PICTÓRICA E TAMBÉM UM ATELIER DE GRAVURA NA VITRINE DA GALERIA ONDE REALIZAREMOS UM PAINEL GRÁFICO COLETIVO COM VÁRIOS ARTISTAS, ENTRE ELES NELSON MALDONADO, DUO CAYÁ, CONRADO ZANOTTO, PAULO PAPALEO, ADRIANA NIENNA,HERALDO CANDIDO, MARCO STELLATO, CAROLA TRIMANO, JADDE FLORES, ATELIER ALICE MATUCK, ANGELA BARBOUR,LOBO  ENTRE OUTROS QUE TAMBÉM ESTARAO PARTICIPANDO DO MESMO PAINEL GRAFICO NO ATELIER DA GALERIA MARTA TRABA E NO VIADUTO EM FRENTE AO CENTRO MULTICULTURAL MUNDO PENSANTE. HAVERAO WORKSHOPS RELACIONADOS A ESTA ACAO NO ATELIER DA GALERIA MARTA TRABA DE ILUMINURA E NA PINTAR DE ILUMINURA, XILO E TECNICAS DIRETAS DE GRAVACAO. PARA MAIORES INFOS:

 as pinturas e gravuras tem como ponto comum os faróis e paisagens da av. paulista, o Marco continuou seu tema dos onibus que namoram o abstrato e eu os personagens inusitados e musas

 carola trimano inicio de pintura em acrílico sobre tela de 1m40X65cm “Musas e Utopias Urbanas”

 marco no atelier de gravura transformando os onibus em sintese através da xilo

 prensa de tombo gentilmente cedida pelo nelson maldonado para o atelier vitrine da galeria andre

 tela em óleo de marco stellato “onibus amarelo”

 nossa parede na galeria andre com marco stellato: da pintura para gravura e vice versa

 marco stellato no atelier  que montamos na galeria marta traba para sp estampa 2013

 sp estampa 2012 montando a mostra de mini print que realizamos por lá neste ano com olhares impressos

 com alice matuck e maraí senckevics no atelier de gravura da galeria marta traba

 alice matuck e suas alunas participando do humano no urbano para sp estampa 2013

 conrado zanotto preparando monotipias

 nelson maldonado deixando sua passagem pela parede gráfica da galeria marta traba coordenada pela artista angela barbour, que também participa deste projeto e disponibilizou a parede para essa intervencao coletiva

Intervenção – CRIATURAS MITOLÓGICAS * PASSAGEM SUBTERRÂNEA DA CONSOLAÇÃO SP

MURAL COLETIVO SOBRE CRIATURAS MITOLOGICAS SUBTERRÂNEAS FEITO POR ANDRE SIMMANK, ANDRE ÉRNICA, CONRADO ZANOTTO COM PARTICIPAÇÃO DE PASTEL SCHAEFER, CAROLA TRIMANO, C. FLAKSBAUM, CELIA SAITO,FABIO QUAGLIO, LORENZO LEON, MANU MALTEZ,RODRIGO LOBO E VALENTINA FRAIZ. TIVEMOS ABORDAGEM SOBRE O SIMBOLISMO DO TEMA DOS MUNDOS SUBTERRANEOS, E LEITURA DO PLUTÃO NO MAPA DOS PARTICIPANTES POR LYDIA VAINER + REGISTRO DOCUMENTADO POR ARIANA LORENZINO E CELIA SAITO.
“É das profundezas
das suas raízes
no escuro
que a árvore
busca a sua força
e o seu impulso
para galgar as alturas
e se manter ereta
na luz”
(Yves Leloup)

INTERVENCAO – PROJETO PAREDE MAM SP * GRUPO cadaVer

 a metade do grupo cadaVer

 confraternização na loja Pintar de materiais artísticos que nos apoia juntamente com a Michelangelo Emporio Artístico

        a montagem do painel

            convite da abertura

                                   histórico do grupo

o grupo cadaVer é uma reverberação do “Em Obras” e seus 30 artistas, que aconteceu na passagem da Consolação em 2010, que teve o projeto apresentado e aprovado para fazer a parede do MAM no segundo semestre deste ano, 2011; esse grupo se rompeu dias antes da data limite para entregar a lista de artistas
da formação anterior, os artistas que fizeram parte da primeira intervenção e que continuam são: Andre Simmank – Carola Trimano – Daniel Nogueira de Lima – Fabio Quaglio – Luis Felipe Machado Dib – Maria Fernanda Filardi Ferreira – Pedro Almeida Farled – Rafael Baravelli
hoje somos 52 e mudamos o nome mas o conceito é o mesmo: muitos artistas + um só material + uma só obra > interagindo e dialogando diariamente através das diversas linguagens

Durante todo o 2° semestre de 2011 um artista por dia irá desenhar na mesma parede, sendo que é possível retornar mais dois dias para trabalhar na parede em outros meses. O trabalho será livre, sendo a única regra a utilização do mesmo material por todos: canetas hidrocolor, nanquim preta e posca branca para o retorno.

O andamento da obra viva será registrado todos os dias com fotos e filmagens que poderão ser acompanhados em site/blog/redes sociais.

Ao final do projeto será editado um catálogo com registros dia a dia, textos e artistas participantes.

O carisma deste tipo de intervenção:

* O encanto para o espectador de poder compartilhar com o artista de seu momento de criação;

* A riqueza que se produz gerando um grande movimento vivo através das opiniões, polêmicas, discussões e questionamentos que se criam a partir dessa abertura, despojamento e generosidade, tanto por parte dos artistas que se dispõem a uma experiência inusitada e imprevisível como da instituição, que acolhe dentro de um museu uma obra que se transforma incessantemente, livremente e sem nenhuma previsão de forma e resultado;

* A experiência gratificante e muito necessária de se exercitar nos tempos atuais: projetos de arte colaborativa onde várias individualidades trabalham juntas e contribuem com o que podem para realizar e registrar a obra da melhor maneira possível, emanando atitudes construtivas e sustentáveis.

Carola Trimano

——————————————————————————————–

Trechos do texto do catálogo feito em comemoração aos dez anos do projeto parede em 2006, escrito por Tadeu Chiarelli:

“O projeto parede surgiu no museu de arte moderna de São Paulo em 1996, com o objetivo de desmistificar o processo de produção da obra de arte contemporânea integrando sua constituição ao processo de fruição/participação do observador. Por outro lado, chamava a atenção para a possibilidade que a arte contemporânea coloca para si mesma: declinar do estado de perenidade para investir nas potencialidades de ser uma intervenção passageira num espaço público específico, com suas regras e retórica “ (…)

“Nesses dez anos o museu de arte moderna de São Paulo firmou-se como um dos espaços decisivos para a arte contemporânea brasileira e isso,em grande parte, também devido aos esforços dos artistas que se comprometeram com o projeto parede.
O projeto tem que continuar sendo um lugar de indagações que desnaturalizem e problematizem os conceitos mais aceitos de arte (mesmo o de arte contemporânea) e, portanto, deve continuar investindo em artistas insatisfeitos com as normas e com o conservadorismo, sobretudo aquele travestido de inovador.”

Artistas do grupo cadaVer:

AnaPana
André Érnica
Andre Simmank
Andréa Barbour
Angela Barbour
Caio Formiga
Carola Trimano
Chris Flaksbaum
Claudhia Issa
Claudio Matsuno
Claudio Rocha
Conrado Zanotto
Cris Rocha
Daniel Nogueira de Lima
Diogo Machado
Fabio Quaglio
Flavia Mielnik
Gilberto Vançan
Jadde Flores
James Kudo
Kako
Kika Levy
Laura Gorski
Lia Vainer Schucman
Lorenzo Leon
Lucas Schlosinski
Luciano Ogura
Luis Felipe Machado Dib
Magy Imoberdorf
Manu Maltez
Maraí Senkevics
Maria Fernanda Filardi Ferreira
Maria Valentina
Matias Monteiro
Maurício Parra
Nathan Tyger
Nicholas Petrus
Nilson Sato
Nina Kreis
Paulo Queiroz
Pedro Augusto Romero Malevini
Pedro Almeida Farled
Rafael Baravelli
Regina Carmona
Roberto Miura
Rodrigo Lobo
Sérgio A. Kal
Thais Beltrame
Tony de Marco
Vadim Klokov
Wilton Pedroso
Yasmim Flores

http://www.grupocadaver.blogspot.com/ para consultar o cronograma de trabalho, perfis dos artistas e acompanhar os registros durante os próximos 6 meses

SERVIÇO

Projeto Parede grupo cadaVer

Visitação: 14 de julho a dezembro de 2011

Local: Museu de Arte Moderna de São Paulo – corredor de acesso à Grande Sala

Endereço: Parque do Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3)

tel (11) 5085-1300

Horários: Terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h)

ENTRADA FRANCA

Agendamento gratuito de visitas em grupo pelo tel. 5085-1313 e email educativo@mam.org.br

Site: http://www.mam.org.br/

Estacionamento no local (Zona Azul: R$ 3 por 2h)

Acesso para deficientes

Restaurante/café

Ar condicionado

Mais informações:
contatocadaver@gmail.com

Projeto Parede – MAM 2011

EXPOSICAO COMEMORATIVA NO ESPAÇO CULTURAL CITI EM SP ACONTECEU 30 DE MAIO

MANDALAS * PINTURA E COLAGEM DE GRAVURAS SOBRE MADEIRA * SP 2008

“CAROLA TRIMANO É UMA ARTISTA QUE, DE MANEIRA PERMANENTE, PROCESSA E REFAZ IMAGENS ARTÍSTICAS HISTÓRICAS E COMPLEXAS ESTRUTURAS CONCEITUAIS. E NESSA CONJUGAÇÃO DE HISTÓRIA VISUAL E HISTÓRIA ESPIRITUAL ELA DESCOBRE A SUA PRÓPRIA IDENTIDADE. A SUA INTENSÃO DE ATUALIZAR O PERMANENTE EM TÉCNICAS CONTEMPORÂNEAS RESULTA EM UM TIPO DE ENCANTAMENTO DEVIDO AO RECONHECIMENTO DA IMAGEM, E UM GRAU DE ESTRANHEZA, POIS A IMAGEM ESTÁ ALTERADA E TOMA A NOVA FORMA DA PERSONALIDADE DA ARTISTA.”
JACOB KLINTOWITZ SP MAIO 2011

PRESENÇA DOS AMIGOS COLECIONADORES E ARTISTAS KIKI BAILLY,JULIA DI SAN MARZANO, CONRADO ZANOTTO, RODRIGO LOBO  E ALGUNS OUTROS

A MOSTRA “UMA NOBRE MISSÃO:ARTE PARA TODOS” FOI ORGANIZADA, COM CURADORIA DE JACOB KLINTOWITZ, EM COMEMORAÇÃO AO FATO DO ESPAÇO CITI SER UMA DAS TRÊS INSTITUIÇÕES INDICADAS PELA ABCA PARA O PRÊMIO RODRIGO DE MELLO FRANCO DE ANDRADE PELA CONTRIBUIÇÃO CULTURAL ABERTA A TODOS
PARTICIPAMOS DESSA MOSTRA 11 ARTISTAS QUE JÁ PASSAMOS PELO ESPAÇO COM NOSSOS TRABALHOS EM MOSTRAS COLETIVAS E INDIVIDUAIS: ANTONIO PETICOV, CAROLA TRIMANO, CEZAR ROMERO, CLAUDIO TOZZI,EROS OGGI,JUAN MUZZI, MARCELLO NITSCHE,MAURICIO DE SOUZA, MAURICIO PARRA, NETO SANSONE E ODILLA MESTRINER.
ABERTURA DIA 30 DE MAIO SEGUNDA FEIRA AS 19.30HS
ESPAÇO CITI: AVENIDA PAULISTA 1111
MOSTRA FICA ATÉ 17 DE JUNHO

PROJETO CIRCULANDO DE REGINA CARMONA QUE PARTICIPEI E FEZ PARTE DA SP ESTAMPA 2011

PROJETO CIRCULANDO CRIADO E COORDENADO PELA ARTISTA REGINA CARMONA QUE NOS CONVIDOU PARA PARTICIPAR NAS INTERVENÇÕES E ITINERAÇÕES: ALFREDO MAFFEI, ALFREDO MARTINS, ANGELA BARBOUR, ANGELA LOTAIF, ANTONIO ALBUQUERQUE,ANA DORA PARTOS, BABY GRAS, CAIO CEZAR, CAROLA TRIMANO, CIBELE PILLA
,CHRISTOPHE SPOTO,CLAUDIA MARIA BRAGA,CLAUDIA TATIT,DANIEL DUARTE, ED CARLOS FARIA, ELY MIURA,ESCOBAR,FAB ALICEDA,FLAVIA FERNANDES, GIACCOMO PICCA, JULIA CARMONA, KATIA SALVANNY,KINKAS,LAURITA SALLES, LELENA SANTANA, LIA DO RIO, LILIANA ALVES,LUCILA MEIRELLES, LUIZ ZONZINI, MATHEUS COSTA, MONICA NUDELMAN,MONIQUE ALLAN,MUJICA,NATALIA CORTE REAL,NEIL MILANEZI,NENO BRAZIL,PIRJO HEINO,RAQUEL FAYAD,REINALDO BATISTA,RENATA BARROS, RENUKA KESARAMADU,ROSA COHEN, ROSA ESTEVES, SOLANGE SANDOVAL,SUELI VITAL,TATIANA REBELLO.

AS INTERVENÇÕES FORAM FEITAS EM PONTES E RAMPAS DE ACESSO EM TATUÍ,NO PARQUE DO IBIRAPUERA E NO MEMORIAL DA AMERICA LATINA EM PARTICIPAÇÃO AO EVENTO SP ESTAMPA CRIADO PELA GALERIA GRAVURA BRASILEIRA